CategorySaúde e Beleza

Máscara desmaia cabelo Megalizz

A máscara desmaia cabelo Megalizz é, sem sombra de dúvida, uma das mais queridinhas da atualidade. Com uma fórmula poderosa e efeito imediato, fica difícil encontrar quem não gostou do produto.

Mas é justamente por causa da composição da máscara que muita gente se confunde na hora que encaixar a desmaia cabelo Megalizz no Cronograma Capilar. Afinal, a desmaia cabelo Megalizz é uma máscara de Hidratação ou Reconstrução?

desmaia cabelo megalizz

Conhecendo a Composição da desmaia cabelo Megalizz

Antes de mais nada, é importante saber do que a máscara é feita. Dentre os ingredientes, a desmaia cabelo Megalizz contém Glicerina, Queratina, Colágeno, Óleo de Semente de Uva, DPantenol e muitos outros.

Além disso, a máscara também é composta por vários agentes condicionantes, que dão o efeito desmaiado” para os fios.

Com todos esses ingredientes trabalhando juntos, é fácil deixar o cabelo maravilhoso, né? Por ter diversos agentes condicionantes, a desmaia cabelo Megalizz é extremamente emoliente, deixando os fios muito molinhos e macios. Ela também possui tipos variados de silicones, que ajudam a reter a umidade no cabelo, deixando os fios mais hidratados. No entanto, o produto oferece outros benefícios ainda mais poderosos.

Desmaia cabelo Megalizz: Efeito Reconstrutor

Além do efeito desmaia cabelo Megalizz, o que muita gente percebe é que o produto ajuda a reconstruir os fios. Isso acontece principalmente pela ação de componentes como a Keratina Brasileira e do Colágeno.

A Keratina Brasileira é formada por aminoácidos do trigo e da soja, arginina e outros nutrientes.

composição desmaia cabelo megalizz

Já o colágeno é uma proteína bastante utilizada até mesmo em receitinhas caseiras. Ele ajuda a repor a fibra capilar e dá muito brilho aos fios, além de hidratar.

A combinação desses ingredientes dá um resultado maravilhoso para cabelos mais finos, quebradiços ou até mesmo os quimicamente tratados.

Isso porque as proteínas presentes na desmaia cabelo Megalizz ajudam a fortalecer a fibra capilar, repôr a massa perdida dos fios, além de deixar o cabelo mais encorpado e espesso.

E agora: hidratação ou reconstrução?

o fABRICANTE apresenta a desmaia cabelo Megalizz como uma máscara Ultra Hidratante, mas muita gente percebe o efeito reconstrutor do produto.

Afinal, ela deve ser usada para hidratação ou reconstrução dos fios? A verdade é que ela pode ser usada para os dois objetivos.

A gente já aprendeu no texto sobre Cronograma Capilar que os nossos fios absorvem os nutrientes que eles mais precisam.

Ou seja, se o seu cabelo está saudável, mas um pouco ressecado, ele vai absorver principalmente os nutrientes hidratantes da máscara. Já se os seus fios estiverem quebradiços, fracos e sem vida, você vai sentir o efeito reconstrutor logo na primeira aplicação.

Assim, a máscara pode ser usada para os dois objetivos, sempre que você quiser hidratar ou reconstruir os seus fios.

O temido efeito rebote

Quem nunca ficou morrendo de medo de ultrapassar o tempo de pausa de um produto e acabar causando o efeito rebote, não é mesmo? Com a desmaia cabelo Megalizz não é diferente.

O tempo de pausa indicado pelo fabricante, de 5 minutos, deve ser obedecido. Isso porque a máscara é muito potente.

A queratina, presente na composição do produto, é maravilhosa para os fios, mas em excesso pode fazer mal. Quando o cabelo recebe uma carga alta desse nutriente, pode acabar ficando duro e quebradiço.

Por esse motivo, também é muito importante respeitar o intervalo entre a utilização do produto, principalmente se a desmaia cabelo Megalizz estiver sendo usada para reconstrução. Se os fios estiverem muito danificados, a máscara deve ser utilizada no máximo a cada 15 dias.

Para cabelos mais saudáveis, uma vez por mês já é o suficiente para deixar os fios maravilhosos.

E você, prefere a desmaia cabelo Megalizz na etapa de Hidratação ou Reconstrução? Conta pra gente nos comentários!

Cinta Pós-Parto normal ou cesária – Funciona? Tipos e Como Usar

As cintas pós-parto são muito usadas por mamães que acabaram de ter seus filhos.Elas ajudam a dar mais conforto, deixando a locomoção mais fácil após a gravidez. Mas, apesar de ser bastante usada, muita gente não conhece a existência desse tipo de vestuário, ou até conhece mas ainda tem muitas dúvidas sobre ela.

Veja, aqui, o que são as cintas pós-parto, em que casos ela é recomendada, como utilizá-las e quais os cuidados você deve ter ao vesti-la. É preciso sempre buscar materiais de qualidade e que também proporcionem conforto ao serem vestidas.

O que é cinta pós-parto? Como funciona?

A cinta pós-parto é quase como se fosse uma roupa íntima, que recobre toda a região abdominal e as costas. Ela é produzido com um material mais firme e resistente, proporcionando mais firmeza para as mamães e consequentemente uma sensação de maior segurança na movimentação.

A cinta ajuda a evitar a sensação de vazio causada pela falta do bebê dentro da barriga. Algumas mães sentem a região um pouco solta, isso porque a barriga demora um pouco pra voltar ao seu tamanho original. Eliminar essa sensação solta e de vazio é sua principal função e não fazer a barriga voltar mais rápido ou emagrecer, como muitos acreditam.

Para que serve? Quando é recomendada?

Muita gente se engana e acha que a cinta pós-parto irá auxiliar no procedimento de cicatrização da cirurgia de cesárea. Acontece que as cintas pós-parto não são terapêuticas e não auxiliam na recuperação dos cortes feitos durante o parto.

Outro erro comum é achar que a cinta funcionará modelando o corpo e a cintura, ajudando a emagrecer e fazendo o corpo voltar a ser o que era antes, de forma mais rápida. A verdade é que a cinta não contribui para a barriga diminuir, esse é apenas mais um dos mitos que gira em torno desse universo.

A cinta modeladora irá dar mais firmeza para a mãe que acabou de parir seu filho. Ela pode dar mais segurança ao andar, sentar, levantar e se locomover. Não é um objeto de uso necessário após a gravidez, serve apenas para que a mulher se sinta melhor. Caso não tenha condições de comprar, a mulher pode usar faixas ou, até mesmo, dispensar o uso do acessório.

Ao optar por utilizar a cinta pós-parto, recomenda-se que ela seja utiliza por 3 meses após a gestação.

Prós e contras da cinta pós-parto

Depois da gravidez, o útero da mulher volta a diminuir e fica mais solto dentro do abdômen, causando desconforto, sendo necessário o uso da cinta. Porém, ao utilizá-la por muito tempo, se está impedindo o fluxo sanguíneo e a movimentação dos músculos adequadamente, o que pode atrapalhar a recuperação.Cintas apertadas podem causar atritos na cicatriz, dificultando o processo de cicatrização.

A cinta pode facilitar a locomoção e ainda diminuir a dor nas costas, isso porque ela faz com que a mulher ande mais ereta e ajuste a postura.

Sempre que tiver dúvidas se você deve ou não utilizar a cinta pós-parto, procure um médico.

Benefícios da cinta

  • Ajuda o útero a voltar à sua posição original;
  • Evita a dor na coluna causada pelo enfraquecimento dos músculos do abdômen;
  • Melhora a aparência da silhueta quando é vestida;
  • Evita o aparecimento de seroma (acúmulo de líquido por baixo da pele).

Como escolher sua cinta

Você deve escolher uma que não fique abaixo do corte, caso tenha feito cesárea. Isso pode provocar inchaços na região. Sempre escolha uma que cubra a cicatriz. Caso não saiba qual modelo escolher, entre em contato com seu médico, ele poderá indicar o melhor modelo.

A cinta não deve ficar apertada e nem provocar desconfortos ou dor- o assessório deve apenas promover mais firmeza.

Existem dois modelos principais de cinta. Um parece um macaquinho, vem como um short e sobe até a altura dos seios, com uma abertura para urinar. Já o modelo body com sutiã de amamentação é mais prático para quem amamenta e já vem com sutiã com abertura para alimentar o bebê. É possível ainda optar por modelos de calcinha cintura alta. Dentre eles há a opção de cinturas com colchetes e também velcro.

© 2020 Nordeste Saúde

Theme by Anders NorénUp ↑